terça-feira, 21 de outubro de 2014

POUPANDO PARA O FUTURO “UMA IDÉIA MUDA TUDO”


Qual a razão de muitas famílias brasileiras, estarem endividadas com instituições financeiras e outras formas?

Podemos ter em mente, que diariamente somos bombardeados por anúncios de marketing que de certa forma nos impulsionam a gastar, este tipo de anúncio que pode ser de um colega, parente, TV, rádio, jornais, outdoor, etc.
Estes tipos de anúncios entram em nossas mentes sem ao menos percebermos, principalmente se você vive nos grandes centros onde existe uma maior concentração de anúncios, isto também não quer dizer que você que não vive nos grandes centros, não possa gastar ou estar endividado.
Em minha opinião temos o impulso de gastar para satisfazer nossas expectativas de consumo, seja com roupa, alimentação, acessórios, utensílios, carros, viagens, etc.
A questão é como conseguir poupar para um determinado evento seja uma compra de veículo, casa, viagem, formatura, aposentadoria, cirurgia, etc.
Em primeiro lugar temos que inserir este hábito na nossa vida de poupar/guardar um pouco do nosso salário.
Assim periodicamente ao receber o nosso salário ou algum tipo de rendimento, procurar efetuar um depósito mensal ou caso não seja possível, determine outro período, mas que seja efetuado com uma regularidade.
Existe hoje em dia algumas formar de poupar que podem ser automáticas pelo banco ou caso você não possa utilizar este processo, você pode, por exemplo, utilizar outra forma de poupar que é através de assumir um compromisso, este pode ser como uma dívida onde você pode receber um boleto com pagamento programado.
Neste sentido os valores serão depositados e ou aplicados sem que você pense o que você vai fazer com este dinheiro no momento.
Para podermos efetuar algum tipo de poupança, antes precisamos saber o quanto podemos economizar uma das maneiras que podemos fazer e inserir todos os seus ganhos e gastos mensais, utilizando uma planilha com todos os valores.
Na planilha procure analisar o que você ganha e o que você gasta, o mais importante e realmente o que você quer fazer. Nesta análise procure separar o que é prioritário e o que é supérfluo, com certeza alguns de seus gastos é desnecessários ou até mesmo você pode mudar a formatação, veja alguns exemplos: gastos mensais com academia análise se você pode substituir este gasto por uma caminhada no parque/rua, ou assinatura de um jornal mensal por alguns dias da semana ou a compra de livros novos por usados em boas condições numa loja de sebo, na parte de alimentação uma boa pesquisa vai ajudar além do fato que os supermercados podem anunciar em algum dia da semana produtos mais em conta, veja também no mercadinho do seu bairro, de qualquer forma procure sempre pesquisar antes de comprar. 
Algumas vezes queremos fazer ações que vão além dos nossos gastos como: pagar a faculdade/cursos para nossos filhos, ajudar parentes, amigos, e nem sempre este tipo de ação tem que ser você, não estou dizendo que não devemos ajudar em alguns casos específicos, mas em muitos casos, isto acaba virando uma rotina e até se incorporando, de uma forma quase como uma obrigação, e talvez a melhor forma de ensinar as pessoas, é que as mesmas devem ter a sua própria independência financeira, trabalhando e administrando seu próprio dinheiro.
Com algumas ações citadas neste texto, e uma boa dose de persistência, certamente atingiremos uma meta de poupar para o futuro, com isso satisfazendo a expectativa de cada um.
Boa poupança...

José Luiz
Gerente administrativo e financeiro

segunda-feira, 6 de outubro de 2014

Líder moderno

Líder moderno: O que é necessário para se adaptar ao mercado que temos?


Muito se tem falado sobre  retenção de funcionários, clima organizacional,  índice de desempenho das equipes e nota-se cada vez mais, a importância de se ter uma boa liderança;  pois é ,  a correlação desses itens afetam profundamente o bom líder, aquele que inspira, que vai além do que se espera...
O líder motiva e  faz elas acreditarem mais, consegue muito mais resultado, somente pelo fato de ter bons relacionamentos e  assim o compromisso. Hoje o mundo precisa de lideres que inspiram, que lutam pelo melhor da equipe e como consequência o resultado virá.


Mas afinal, liderança é...


Competência que requer inúmeros conhecimentos, habilidades e atitudes para fazer com que os objetivos sejam atingidos, por meio de pessoas inspiradas.          De certa forma , é conseguir retirar o que há de melhor em cada membro da equipe, em prol de resultado que é esperado e desejado pela organização.
Muito se fala sobre do que é composta a liderança, ou como se desenvolve a liderança. É difícil dizer ou resumir, pois são muitas as variáveis,  pessoas diferentes que trabalham em equipe de diversas maneiras, que, muitas vezes, pedem habilidades e competências especificas e muitas vezes diferencias.


Vou sugerir 10 competências que, por meio de minha experiência considero em destaque.

1- HABILIDADES: Comportamentais e Conhecimento Técnico, deve-se ter um  equilíbrio entre eles;

2- PENSAMENTO ESTRATÉGICO: Ter capacidade de pensar globalmente e de compreender as mudanças econômicas e sociais, sempre indo de encontro ao pensamento da Empresa; O líder direciona, logo deve ter norte, visão. Ele deve traduzir estratégias mais complexas e de longo prazo em objetivos claros, factíveis. Deve mostrar onde e como cada membro relaciona-se e impacta no resultado final dos trabalhos

3- PENSAMENTO CRÍTICO: Estar sempre atento e analisar o que o rodeia, ético e íntegro em relação a seus valores, Ser capaz de construir parcerias e influenciar outras pessoas, mesmo sem ter autoridade sobre elas, demonstrar uma boa percepção a respeito de seu próprio comportamento e o dos outros, conhecer seu próprio perfil e comportamentos, e ficar atento ao impacto que eles podem provocar na equipe;

4- INTELIGENCIA EMOCIONAL: Ter consciência de que a sua energia, empatia, confiança e otimismo afetam os outros.  Resiliência é fator preponderante no papel do líder;



5- COMUNICAÇAO: desenvolver as suas capacidades de comunicação, de modo a ser cada vez mais eficaz na passagem da sua mensagem, na capacidade de ouvir os outros saber ara de ser objetivo e o momento de ser subjetivo. possuir competência para entender as necessidades dos colaboradores e dividir a liderança quando necessária. Estabelecer relações e vencer as barreiras do distanciamento, do domínio, do desconforto e do desacordo. Ter habilidade no uso de ferramentas tecnológicas e integrado nas atividades das mídias sociais, vale a pena pensar nisso também;

6- FEEDBACK: saber dar feedback, trabalhar o planos de ação de melhoria junto ao colaborador, inclusive é um fator de motivação, de melhoria da qualidade do desempenho. O líder necessita de ter aquelas conversas difíceis e que todos querem evitar, de modo a que as pessoas saibam exatamente como estão e como ultrapassarem essa situação. Quando consegue desenvolver estas conversas com justiça estas potenciam a confiança que têm nele.

7- MOTIVAÇÃO: é buscar dentro de si a vontade de ir mais, desistir nunca, ter entusiasmo  pelas  pessoas que te trazem o resultado,  a competência, a autonomia, o propósito e a possibilidade de crescimento que leva as pessoas a desejarem desempenhar um excelente trabalho. Descobrir a motivação de cada colaborador e trabalhar para que se sintam estimulados, isso é muito bom.

8-. EQUIPE COESA: incentivar o trabalho em equipe é gerar um ambiente propício ao feedback.  Saber utilizar os talentos de cada um nos projetos.  Uma das principais competências da boa liderança é identificar o que cada um faz de melhor e colocar a pessoa certa no lugar certo.



9 - INSPIRAÇÃO: Seja o exemplo. De nada adianta falar uma coisa e fazer outra. No exercício da liderança, as pessoas querem perceber a sintonia  entre fala e ação,  exercer o que fala  fortalecerá sua imagem de líder. Ter habilidade para mudar o estilo de liderança, tendo clareza sobre quando e como variar de um estilo de autoridade para um estilo adequado ao grupo de liderados;

10- TOMAR DECISÕES: de forma acertada,  dependerá do número de informações que tem da qualidade, do tempo, das consequências de tomá-la de forma rápida ou de tomá-la de forma errada.  Sempre pensar nas consequências de não tomá-la. Deve ser ponderado na prática da tomada de decisão;
No entanto, as competências essenciais relatadas acima  não esgotam as qualidades necessárias a um bom líder. Essas qualidades e habilidades podem se juntar a outras; como ética caráter e coragem. E se analisarmos os líderes em atividade, notaremos que frequentemente muitos desses atributos estão ausentes. Muitas das empresas no mercado estão  mais preocupadas em  fixar metas agressivas de crescimento, rentabilidade, dentre outras, porem  deveriam, se preocupar mais em  mensurar, avaliar e buscar avanços nas habilidades  comportamentais e atitudes de seus gestores.


Cássia Baldiotti Vendemiatti
   Diretora Comercial.

terça-feira, 23 de setembro de 2014

Imposto de Renda

 Imposto de Renda


CURIOSIDADE

A figura do leão do Imposto de Renda surgiu no final de 1979 em função das  características deste animal; porque ele  é considerado o rei dos animais, não ataca sem prévio aviso, é justo, é leal e por vezes pode até ser manso, mas não é bobo. Hoje a Receita Federal do Brasil não utiliza mais a figura do leão, mas a imagem ficou na mente dos contribuintes.

Imposto de Renda de Pessoa Física (IRPF) é um imposto federal brasileiro incide sobre as todas as pessoas que tenham obtido um ganho acima de um determinado valor mínimo. 
Anualmente os  contribuintes que receberam rendimentos brutos tributáveis ou rendimentos isentos e não tributáveis, tributados exclusivamente na fonte, acima de um valor mínimo são obrigados a prestar informações pela Declaração de Ajuste Anual  para apurar possíveis créditos (restituição de imposto) ou débitos (imposto a pagar). O Imposto de Renda é pago pelas pessoas físicas, sendo calculado com base em sua renda sobre alíquotas da tabela progressiva, variáveis e proporcionais à renda tributável. Contribuintes com renda até determinado valor mínimo e que não se enquadrar em uma ou mais das situações previstas na legislação, serão considerados isentos e ficam dispensados de apresentar a Declaração de Ajuste Anual. Este imposto tem a função social como forma de atuação na redistribuição da Renda Nacional, funcionando como elemento de justiça social.  É um instrumento que pode e deve ser utilizado para promover as mudanças e reduzir as desigualdades sociais.

VANTAGENS
- Manter a  situação regular no Cadastro de Pessoas Física – CPF;
- Evitar a situação da  malha fina por conta de irregularidades das informações   que são cruzadas pela Receita Federal  com outras entidades e profissionais  como:

a) DMED- Declaração de Serviços Médicos;
b) DIRF - Declaração do Imposto sobre a Renda Retido na Fonte;
c) DECRED - Declaração de Operações com Cartões de Crédito;
d) DPREV - Declaração de Opção de Planos Previdenciários;
e) DECRED - Declaração de Operações com Cartões de Crédito;
f) DIMOB - Declaração de Informações sobre as Atividades Imobiliárias;
g) DIPJ – Declaração de Informações Econômico-Fiscais da Pessoa jurídica;
h) DIMOF- Declaração de Informações sobre a Movimentação Financeira;
i)  DBF- Declaração de Benefícios Fiscais;
j) DOI -Declaração de Operações Imobiliárias.

Opção Modelo simplificado: é o regime de tributação em que se utiliza o desconto  de 20% dos rendimentos tributáveis, limitado ao valor de R$ 15.197,02 estipulado pela RFB no exercício 2014 (calendário 2013) em substituição a todas as deduções legais, sem a necessidade de comprovação.

Opção Modelo completo: é o regime de tributação em que podem ser utilizadas todas as deduções legais, desde que comprovadas  adequadamente.

Deduções permitidas: a legislação tributária atual permite a dedução  de dependentes  e  despesas  com educação  ambos  com limite anual,  e gastos como à previdência oficial,   previdência privada até 12% da sua renda tributável,  pensão alimentícia e despesas médicas etc.

Em despesas médicas, podem ser incluídos os gastos com médicos, dentistas, psicólogos, fisioterapeutas ocupacionais, fonoaudiólogos, hospitais, exames laboratoriais. Porém, não poderão ser incluídos gastos com remédios, enfermeiros, compra de óculos, aparelhos de surdez etc. 

Nas despesas com educação, entre as permitidas estão as despesas com  creche e pré-escola, ensino fundamental, médio e superior, cursos de graduação, mestrado, doutorado, especialização  e cursos profissionalizantes ( técnico e tecnológico). Entretanto, não são permitidos deduções de gastos  com uniforme, material e transporte escolar, cursos de idioma e  de informática etc

DESVANTAGENS

- A Multa pelo atraso ou falta de entrega da Declaração de Ajuste Anual,  com valor mínimo de  R$ 165,74 e máximo 20 % do imposto de renda devido. Lembrando que a penalidade é válida inclusive para as declarações que não resultem em imposto a pagar;

- A situação de Pendente de Regularização, Suspensa  e Nula no cadastro do CPF do contribuinte:
PENDENTE DE REGULARIZAÇÃO: quando o contribuinte deixou de entregar alguma declaração a que estava obrigado  ou alguma Declaração do Imposto Renda da Pessoa Física (DIRPF) dos últimos cinco anos.
SUSPENSA: quando cadastro do contribuinte está incorreto ou incompleto.
NULA: quando foi constatada fraude na inscrição e o CPF foi anulado.

Jeferson Alves
 Contabilidade   


quarta-feira, 17 de setembro de 2014

Dia da Secretária

12/09/2014

Em torno de 100 profissionais participaram do tão esperado Dia da Secretária, um comemoração que já faz parte do calendário de eventos da Regional de Campinas.

Uma manhã muito especial, com ações voltadas à descontração e muita produtividade e aprendizado, realizada na sexta-feira, dia 12 de setembro, no Premium Hotel, em Campinas, com a Participação do CIESP
 e do Grupo Pró RH.




















quarta-feira, 27 de agosto de 2014

Planejamento

A Importância do Planejamento Financeiro
No mundo dinâmico e complexo, cada vez se torna mais difícil conseguir atingir objetivos sem o planejamento financeiro tanto pessoal, quanto nas organizações.
Poderia com base em autores renomados na matéria discorrer sobre o tema ao longo de inúmeras páginas, porém vamos tornar a leitura mais agradável e menos exaustiva.
Planejar é o ato de traçar um plano, programar e projetar. Tem como principal propósito acompanhar as estratégias adotadas com intuito de atingir os objetivos estabelecidos.
As estratégias podem ser de curto, médio e longo prazo, é importante ressaltar a necessidade antecipada do foco, objetivo dos profissionais envolvidos, bem como as informações que serão geradas para auxiliar na tomada de decisão, pois podem contribuir com o fracasso caso não sejam devidamente entendidas e bem interpretadas pelos envolvidos.
As ferramentas utilizadas para medir o planejamento financeiro são: Orçamentárias, Fluxo de Caixa, Demonstrativo de Resultado do Exercício e Balanço Patrimonial.
Planejamento Orçamentário: Geralmente utilizado para projetar as receitas e despesas em longo prazo, seu objetivo é controlar e ajustar as receitas/despesas evitando os desvios (surpresas), desperdícios e etc.
Na falta de recursos financeiros, é importante ajustar as despesas evitando gastos desnecessários, para que existam sobras de recursos financeiros.  Para que assim programar os investimentos permitindo um controle melhor. Com o planejamento orçamentário é possível buscar recursos financeiros ou fazer investimentos, adiar compromissos, antecipar projetos, atingir metas dentre outros.

Fluxo de caixa:  controlar e projetar em curto prazo as entradas e saídas diárias de recursos financeiros nas empresas ou pessoais, a diferença entre as duas contas refletem o saldo que pode ser positivo ou negativo. Este saldo é transportado para mês seguinte, no caso de negativo uma das alternativas seria a captação de recursos financeiros no mercado através de empréstimos ou investimento dos sócios, em caso positivo liquidação antecipada de títulos ou realização de investimentos (Fundos de bancos, títulos públicos, bolsa de valores e etc.).
Retrata a efetiva situação de caixa da empresa, já que seus números representam disponibilidades bancárias, numerário ou aplicações financeiras de resgate imediato.

Demonstrativo de Resultado do Exercício (DRE): Este relatório contábil consiste na formação das receitas, despesas e resultados apurados incorridos no período ou exercício, o resultado liquido geram informações de extrema relevância na tomada de decisão.

Balanço Patrimonial:  Elaborado em conjunto com DRE, expõem a posição financeira através das contas que compõem o ativo, passivo e patrimônio liquido da empresa, é realizado anualmente e impossível definir o balanço desassociado do DRE.

Vantagens:

ü  Minimizar os riscos causados com as surpresas inesperadas e não planejadas.
ü  Antecipar projetos futuros.
ü  Investimentos e projeções futuras com margem de segurança menor.
ü  Negociação de descontos com fornecedores e pagamentos antecipados.
ü  Liquidação do endividamento com sobra de recursos financeiros.

Desvantagens:

ü  Estudos com estimativas podem comprometer o planejamento devido às oscilações dos valores, caso sejam maiores ou menores do que orçados.
ü  Deverá ser acompanhado e ajustado continuamente, pois apenas o plano de resultado não garante o projetado no período ou exercício.
ü  Atrasos na inserção de dados e geração de informações prejudicam os ajustes necessários em seu devido tempo.
ü  Confiabilidade será comprometida quando os ajustes projetados demanda tempo superior ao previsto.

Lembre-se aquela tão sonhada viagem, compra do imóvel, troca de carro, aposentadoria complementar depende do seu empenho e determinação para serem realizadas e estão diretamente associadas ao planejamento financeiro. No começo é natural as duvidas que surgirão e tamanho do trabalho que lhes darão, porém após os três primeiros meses a quantidade de dados e informações geradas serão indispensáveis no acompanhamento e condução do seus objetivos.

Em momento algum se privem das maravilhas e vontades, porém conscientes que o seu futuro depende muito de você e das reservas ao longo de anos.


Aos interessados comecem já a se planejar! Para aqueles que não têm tanta afinidade com Excel sugiro o www.minhaseconomias.com.br é grátis, fácil de usar, contém tutoriais, blog entre outras funcionalidades disponíveis sem contar que pode ser utilizado de qualquer lugar desde que tenha acesso à internet.


Jefferson Carvalho
Faturamento. 








                                                                                                                           




   

                                                                                                                            

terça-feira, 19 de agosto de 2014

Terceirização

       Como tornar o processo de terceirização competitivo
Adotar a contratação de terceiros vem a ser uma maneira de transferir atividades para outros de forma que a empresa consiga se concentrar no seu foco. As atividades a serem terceirizadas são importantes, porém passíveis de serem delegadas e, com isso, possibilitar à organização ganho na gestão empresarial.
O sucesso de um processo de terceirização diferenciado está relacionado diretamente à capacidade de criar e manter parcerias saudáveis entre contratantes e contratados.
Para tal, é necessário constituir uma relação amistosa, harmoniosa, baseada na confiança mútua e que consiga estabelecer certa cumplicidade entre os parceiros.

Dicas importantes na escolha do fornecedor:

ü Preço;
ü Compromisso com a qualidade;
ü Termos flexíveis no contrato;
ü Referências;
ü Capacidade de prover recursos;



É essencial escolher bem as empresas que serão parceiras do seu negócio. É importante que elas compartilhem dos mesmos valores que a sua empresa a fim de desenvolver uma relação pautada na confiança, ética e na qualidade dos serviços prestados.

Vários são os aspectos vantajosos no processo da terceirização, dentre os quais se destacam:

ü Diminuição das atividades meio que não apresentam ganhos de especialidade;
ü Otimização dos serviços;
ü Melhor administração do tempo da empresa.
ü Manter o foco no seu negócio principal;
ü Redução de custos;
ü Aumento na qualidade dos serviços prestados;

Dependendo do ramo de atuação, terceirizar pode ser a saída para aliviar alguns processos da sua empresa permitindo que ela se concentre no principal: a venda e o relacionamento com o cliente.


Renata Filismino   
Gerente de Negócios    
                                                                                                           renata.filismino@grupoprorh.com

terça-feira, 29 de julho de 2014

Processos temporários

 Porque fazer processos temporários com a PRÓRH? 
Venha descobrir!

Primeiramente, por que contratar temporários?


·         Existem duas possibilidades de contratação de temporários: para atender a necessidade de substituição de pessoal regular (seja por férias ou licenças médicas) ou quando há acréscimo extraordinário de serviços (como picos de produção, datas especiais para o comércio, entre outras situações). Este contrato poderá ter duração de até 09 meses;
·         Com a contratação de temporários, a produtividade da sua empresa será otimizada através da continuidade dos serviços sempre que ocorrerem imprevistos no seu quadro permanente;
·         Caso o funcionário temporário tenha um bom desenvolvimento, a empresa poderá optar por torna-lo efetivo; 

Por que contratar com a Pró RH?

·         O contrato temporário sempre deve ser firmado através de uma empresa especializada nesse tipo de contrato. Então, nada melhor do que contar com uma empresa sólida no mercado e que possui registro junto ao Ministério do Trabalho;

·         Possuímos um banco de currículos diversificado nas áreas comercial, administrativa, TI, entre outros e contamos com recrutadores que irão buscar com agilidade o candidato de acordo com a sua necessidade;

·         Após a contratação do profissional, sua empresa contará com um coordenador que dará todo o suporte durante o período do contrato;

  E o melhor de tudo, sua empresa mantém o foco no negócio e a Pró RH administra os temporários para você!!
Entre em contato conosco! Iremos elaborar uma proposta customizada a necessidade da sua empresa.



Camila Souza
Coordenadora de Projetos 
                             camila.souza@grupoprorh.com





terça-feira, 15 de julho de 2014

Bom Emprego

Primeiro passo para adquirir um bom emprego.

N
ão basta estar empregado, a busca comum de muitos brasileiros é certamente por um bom emprego. Ter estabilidade financeira e realização profissional parece ser um desejo unânime na sociedade moderna. No entanto muitas vezes é uma tarefa difícil, tanto para aqueles que deixaram o mercado de trabalho há pouco tempo, quanto para os que nunca fizeram parte dele. Embora seja fundamental, ter uma boa qualificação nem sempre é o bastante, é preciso que as pessoas estejam atentas a outros fatores importantes para evitar frustrações durante o processo de consolidação da carreira profissional.
Pois, em muitos casos os profissionais acabam por não conseguirem a vaga de emprego desejada, por conta de não atingirem as qualificações necessárias para o cargo pretendido dentro da empresa, é fato que para uma pessoa adquirir um bom emprego no mercado de trabalho, deve-se dar atenção alguns fatores básicos de competências e requisitos que a vaga em questão pede, ou seja, não basta somente um curso superior, muitos profissionais mesmo com diplomas na mão encontram dificuldades na hora de uma entrevista ou qualquer tipo de avaliação.
Com base nestas informações, identificamos uma pesquisa realizada pelo Cadastro – Geral de Empregos e Desempregados (CAGED), que mede a geração de postos de trabalho com carteira assinada no país.
A pesquisa aponta que no período de janeiro de 2011 a maio de 2014, ocorreu um crescimento de 11,47% na geração de postos formais de trabalho alcançando 5.052.710 empregos criados, uma média mensal de geração de 123.237 postos de trabalho com carteira assinada.
Indicando um numero elevadíssimo de profissionais registrados, sem o nível superior. Esses dados apontam para uma estatística, na qual existem outros fatores importantes para a conquista de um primeiro passo para adquirir um bom emprego.
Algumas dicas são primordiais para aumentar as chances de conquistar um bom emprego, como:
1.     O currículo é o primeiro passo para a conquista do tão desejado emprego;
Ø  Para aumentar as chances de contratação e tornar o currículo mais atraente, o profissional precisa deixar bem claro o que ele sabe e quer fazer para ser encontrado facilmente, já que os recrutadores precisam "caçar" a informação de forma rápida;
Ø  Deixe claro qual é seu objetivo profissional. "Para qual função você está qualificado e desejando trabalhar”;
Ø  Seja coerente e tenha certeza de que tem experiência e formação necessárias para exercer tal função;
Ø  Deixe claras as habilidades que você tem e não as que você gostaria de ter; jamais minta;
Ø  Cite os resultados positivos que você trouxe para as empresas que trabalhou. "Por que seria um diferencial te contratar?";
Ø  Revise o currículo várias vezes para eliminar erros de português.
Ø  Continue investindo em cursos de capacitação e recicle os conhecimentos adquiridos sempre que necessário;
Ø  Procure dominar idiomas, noções de informática e ter especialização na área de atuação.
Ø  Acredite sempre em si mesmo para alcançar objetivos – pensar grande com autoestima elevada e bom senso, você passará confiança às pessoas. Excessos nunca são bem vistos.
Ø  Lembre-se de que cultivar bons relacionamentos é uma forma de ser recomendado a uma vaga de emprego futuramente.

Faça uma lista das empresas que você admira, da sua área de atuação ou da área para qual pretende atuar. Anote seus valores, desafios, projetos em destaque e faça uma pesquisa  na internet  sobre as vagas que ela oferece no momento. Fique de olho diariamente.
Pense positivamente sobre suas melhores características, suas realizações, esteja certo e convicto de que tem o que oferecer ao novo emprego/empresa onde deseja trabalhar. A convicção sincera tanto de seu potencial como dos seus limites ajuda a passar credibilidade na hora de abordar um bom contato.
Boa sorte!
                                                                                                                                                  Tiago Souto
   Recrutamento & Seleção